Arquivo de janeiro, 2009

A Revista Época desta semana traz uma reportagem com o seguinte título: ‘O que desperta o desejo sexual feminino?’ E menciona a grande questão de Freud. A seguir apenas um trecho do início da reportagem:

“Ida Bauer aparece nos textos de Sigmund Freud, o pai da psicanálise, sob o nome fictício de Dora. É uma moça bonita, de 15 anos, perturbada por tosses nervosas e incapacidade ocasional de falar. Chegou ao divã do médico vienense queixando-se de duas coisas: assédio sexual de um amigo da família e indisposição do pai em protegê-la. Freud aceitou os fatos, mas desenvolveu uma interpretação própria sobre eles. O nervosismo e as doenças se explicavam porque a moça se sentia sexualmente atraída pelo molestador, mas reprimia a sensação prazerosa e a transformava, histericamente, em incômodo físico. Como Ida se recusou a aceitar essa versão sobre seus sentimentos, largou o tratamento. Peter Kramer, biógrafo de Freud, diz que os sintomas só diminuíram quando ela enfrentou o pai e o molestador, tempos depois. Freud estava errado; ela, certa. Anos mais tarde, refletindo sobre a experiência, Freud escreveu uma passagem famosa: “A grande questão que nunca foi respondida, e que eu ainda não fui capaz de responder, apesar de 30 anos de pesquisa sobre a alma feminina, é: o que querem as mulheres?”. “

gruposeminario11fixo

Mais um telefone para contato:

NEXTEL (21) 7870-2323

id.:  55*10*59351

Os outros grupos de estudo continuam normalmente: A Erótica em Psicanálise toda terça das 15:45 às 16:45 e Neurose Obsessiva também toda terça das 19:00 às 20:00

07 de fevereiro: SEMINÁRIO COM FERNANDA PIMENTEL

Publicado: segunda-feira, 26 janeiro, 2009 em Alberto Goldin, Alma Imoral, amor, angústia, anorexia, Antonio Quinet, arte, ato analítico, ato médico, ética, beleza, Blogroll, Brasília, bulimia, cena, Charles Melman, ciúme, Clarice Lispector, clínica, comportamento, congresso, consultório, consumo, Contardo Caligaris, Convergência, corpo, Corpo Freudiano Escola de Psicanálise, crime, culpa, cultura, curso, dívida, desejo, diagnóstico, Direito, discurso, divã, documentário, dor, dor de existir, Dossiê, economia psíquica, escola de psicanálise, Escola Lacaniana de Vitória, escrita, estética, estudo, evento, excesso, falo, falta, família, felicidade, feminino, fernando pessoa, filhos, filme, Filosofia, Flávio Gikovate, FLIP, Formação do Analista, Freud, gestante, gozo, histeria, imaginário, in treatment, início, inconsciente, instituição, Jacques Lacan, Judith Miller, Justiça, laço social, Lacan, lacaniano(a), lei, Lenine, letra freudiana, linguagem, Linguística, LIspector, literatura, livro, mal-estar, MamaMia, Marcia Tiburi, mãe, medicalização, mito, morte, mulher, neurose, neurose obsessiva, Nietzsche, pagamento em análise, pais, paixão, perversão, Platão, prática, psicanalista, psicanálise, psicologia, psicose, psicoterapia, real, relação, religião, revista, São Paulo, seminário, ser, sexualidade, Shakespeare, significante, simbólico, sintoma, sociedade, sofrimento, sonho, sujeito, tabu, técnica, Tempo Freudiano, tempo lógico, transferência, transmissão e ensino, tratamento, Uncategorized, verdade, vida, Vila Madalena, violência, vivo

seminariofernanda

ESTUDO EM PSICANÁLISE I SEMESTRE DE 2009

Publicado: terça-feira, 13 janeiro, 2009 em Alberto Goldin, Alma Imoral, amor, angústia, anorexia, Antonio Quinet, arte, ato analítico, ato médico, ética, beleza, Blogroll, Brasília, bulimia, cena, Charles Melman, ciúme, Clarice Lispector, clínica, comportamento, congresso, consultório, consumo, Contardo Caligaris, Convergência, corpo, Corpo Freudiano Escola de Psicanálise, crime, culpa, cultura, curso, dívida, desejo, diagnóstico, Direito, discurso, divã, documentário, dor, dor de existir, Dossiê, economia psíquica, escola de psicanálise, Escola Lacaniana de Vitória, escrita, estética, estudo, evento, excesso, falo, falta, família, felicidade, feminino, fernando pessoa, filhos, filme, Filosofia, Flávio Gikovate, FLIP, Formação do Analista, Freud, gestante, gozo, histeria, imaginário, in treatment, início, inconsciente, instituição, Jacques Lacan, Judith Miller, Justiça, laço social, Lacan, lacaniano(a), lei, Lenine, letra freudiana, linguagem, Linguística, LIspector, literatura, livro, mal-estar, MamaMia, Marcia Tiburi, mãe, medicalização, mito, morte, mulher, neurose, neurose obsessiva, Nietzsche, pagamento em análise, pais, paixão, perversão, Platão, prática, psicanalista, psicanálise, psicologia, psicose, psicoterapia, real, relação, religião, revista, São Paulo, seminário, ser, sexualidade, Shakespeare, significante, simbólico, sintoma, sociedade, sofrimento, sonho, sujeito, tabu, técnica, Tempo Freudiano, tempo lógico, transferência, transmissão e ensino, tratamento, Uncategorized, verdade, vida, Vila Madalena, violência, vivo

(clique nas imagens para visualizar melhor)

programacao1semestre2009

programacaoii

programacaoiii