Arquivo de junho, 2011

Finalmente foi disponibilizado o primeiro trailler de divulgação do filme A Dangerous Method. Para assistí-lo basta clilcar na foto acima, e você será direcionado para o vídeo no You Tube.

Há um blog muito interessante com todos os detalhes sobre o filme: http://dangerous-method-movie-trailer.blogspot.com/

Aprveitem!

Psicanálise e narrativa policial

Publicado: sábado, 25 junho, 2011 em psicanálise

A Mulher de Vermelho e Branco, segundo romance de Contardo Calligaris, combina os mistérios da psicanálise e da investigação policial. Assim como em O Conto do Amor, Carlo Antonini, seu alter ego, segue como protagonista e conduz a trama.

Uma trama entre as investigações psicanalítica e policial, entre São Paulo e Nova York, entre a “guerra ao terror” e a Guerra do Vietnã. O segundo romance de Contardo Calligaris cruza essas referências numa história pontuada por mistérios, na qual o protagonista, o psicanalista Carlo Antonini, vê a posição por excelência de observador e ouvinte do analista ser completamente alterada por uma série de acontecimentos inesperados que perturbam a tranquilidade de suas férias na capital paulista.

 

No centro dessa história, duas mulheres. De um lado, uma paciente, filha de brasileira com americano, residente em Nova York, em conflito com o marido muçulmano pelas discordâncias na criação de seus dois filhos – uma mulher que tem a estranha mania de vestir-se de vermelho e branco. Doutro, um antigo amor de Antonini da década de 1970, uma refugiada vietnamita que ele reencontra em São Paulo durante as férias e por quem logo é envolvido nos meandros de uma “missão” que já dura décadas.

 

“Eu vivo cada análise como se fosse uma aventura e uma investigação. Isso ao mesmo tempo não diz grande coisa, porque eu faço um grande esforço para viver a minha vida em geral assim, como se fosse uma aventura e uma investigação, como uma espécie de relação ansiosa de descoberta de alguma verdade ou desvendamento de alguma coisa. Isso me acompanha um pouco desde sempre na vida e certamente na minha maneira de exercer a psicanálise e de escrever ficção”, fala Contardo, sobre a aproximação entre psicanálise e romance policial em seu livro.

 

O romance A mulher de Vermelho e Branco é o segundo de Contardo Calligaris, psicanalista, autor de vários escritos na área, que estreou na ficção em 2008, com O Conto do Amor, também protagonizado por Carlo Antonini, seu alter ego.

 

No primeiro romance – prestes a ser adaptado para o cinema pelo diretor Carlus Baldini (mesmo de Bruna Surfistinha) –, o ponto de partida foram os diários de seu pai, um italiano da região da Toscana, militante antifascista e apaixonado pela arte da Renascença italiana. Agora, o reencontro de uma paixão e a relação conturbada com uma de suas pacientes figuram dois conflitos históricos através de seus desdobramentos íntimos.

 

“Eu acho tão misteriosa a relação, no fundo misteriosa é a palavra certa, entre a nossa vida singular, privada, e a História com ‘h’ maiúsculo, na qual nós estamos nos movimentado, eventualmente tomando posição ou nos deixando atropelar. Essa relação é um tema literário central na literatura moderna”, considera Calligaris.

 

O contato, por exemplo, com LeeLee, sua amante vietnamita revela para o protagonista que os conflitos no Vietnã tinham muito mais nuances do que a militância contra a intervenção armada e a favor da autodeterminação dos povos poderia suspeitar. As complicações da vida de Woody, sua paciente, com o marido muçulmano e as dificuldades de educar os filhos dentre estas diferentes culturas traçam, por outro lado, um cenário privado do mundo pós-11 de Setembro.

 

O livro é uma espécie de “cartografia íntima e política da minha geração”, como afirma o próprio autor, que já trabalha no terceiro romance, agora ambientado durante a infância de Carlo Antonini. “A gente avança numa certa consciência de como a gente se movimenta na história à força de determinados eventos”, afirma Calligaris.

FONTE: O POVO ONLINE

Dois pontos: Anorexia e feminilidade

Publicado: sexta-feira, 17 junho, 2011 em psicanálise

Mais um importante programa da Psicológica TV.

DOIS PONTOS: ANOREXIA E FEMINILIDADE

com Fernanda Pimentel

“A Dangerous Method” mostra os psicanalistas Sigmund Freud e Carl Jung.

Sony Picture Classics anunciou que assume os direitos de distribuição do novo filme do canadense David Cronenberg (“Os Senhores do Crime”), “A Dangerous Method”.

O filme é inspirado na peça de Christopher Hampton (“Desejo e Reparação”) chamada The Talking Cure que conta a relação e os conflitos entre Sigmund Freud e seu discípulo Carl Jung, bem como o envolvimento de Jung com sua primeira paciente, a jovem problemática Sabina Spielrein. Nos papéis principais estão Viggo Mortensen ( da trilogia “O Senhor dos Anéis”) como o pai da psicanálise, Michael Fassbender (“X-Men: Primeira Classe”) como Jung, e Keira Knightley (“Orgulho e Preconceito”) será Sabina. Vincent Cassel (“Cisne Negro”) também está no elenco. A peça que dá origem ao filme esteve em cartaz em Londres, em 2003, com Ralph Finnes (“O Jardineiro Fiel”) interpretando Carl Jung.

A produção é de Jeremy Thomas (“Os Sonhadores”), com quem Cronenberg trabalhou em “Crash – Estranhos Prazeres”. O filme está previsto para ser lançado em novembro de 2011 no Brasil.

FONTE: CINEMA COM RAPADURA

Bloomsday 2011 – Letra Freudiana

Publicado: quinta-feira, 16 junho, 2011 em psicanálise

Consultórios

Publicado: domingo, 5 junho, 2011 em psicanálise