Arquivo da categoria ‘literatura’

Indicado ao Prêmio Shell de melhor atriz e melhor iluminação

DIA 12 DE JANEIRO DE 2010 REESTRÉIA 

TEATRO SESI RIO DE JANEIRO

SUCESSO DE PÚBLICO E CRITICA

O ESPETÁCULO FOI VISTO POR MAIS DE 35.400 PESSOAS

SIMPLESMENTE EU, CLARICE LISPECTOR

Com Beth Goulart

Anúncios
Neste Natal,
aproveite as promoções
em livros e filmes temáticos de psicanálise


OBRA COMPLETA DE FREUD + BRINDE
R$ 299,00
  
  

  
INTERPRETAÇÃO DOS SONHOS
edição comemorativa 100 anos
R$ 49,90
  
  

 
SEMINÁRIO 1 – Jacques Lacan
os escritos técnicos de Freud
R$ 66,00
  

 
SEMINÁRIO 4 – Jacques Lacan
a relação de objeto
R$ 86,90
  

 
SEMINÁRIO 5 – Jacques Lacan
as formações do insconsciente
R$ 91,90
  


 
SEMINÁRIO 16 – Jacques Lacan
de um Outro ao outro
R$ 77,90
  


 
SEMINÁRIO 17 – Jacques Lacan
o avesso da psicanálise
R$ 36,80
  

SEMINÁRIO 18 – Jacques Lacan
de um discurso que não fosse semblante
R$ 37,90
  

 
SEMINÁRIO 23 – Jacque Lacan
o sinthoma
R$ 49,90
  

 
 
ESCRITOS – Jacques Lacan
R$ 134,30
  

BOX FREUD ALÉM DA ALMA
R$ 69,90
 

 
INCONSCIENTES
R$ 29,90
 

DICIONÁRIO INTERNACIONAL DE PSICANÁLISE
R$ 139,90
 

Aplaudida por mais de 100 mil espectadores, a encenação de Clarice Niskier para o texto do rabino Nilton Bonder, com direção de Amir Haddad rendeu a Clarice o Prêmio Shell de 2006. Ainda naquele ano, o espetáculo recebeu três indicações para o novo Prêmio Eletrobrás de Teatro (melhor atriz, melhor peça e melhor figurino). Do Velho Testamento ao projeto Genoma Humano, passando por parábolas da sabedoria judaica, a peça propõe uma nova reflexão sobre o certo e o errado, através de confrontos entre tradição e traição, obediência e desobediência e ainda continuidade e mutação. “A Alma Imoral” é um grande sucesso que retorna ao palco do espaço cultural AMF, onde esteve em cartaz no início de 2008. De 03 a 12 de julho.

almaimoral

almaimoral

Texto que escrevi sobre a peça: https://pontolacaniano.wordpress.com/2007/08/15/16/

Beth Goulart encena o monólogo SIMPLESMENTE EU, CLARICE LISPECTOR no CCBB em Brasília – DF

“O que me levou a fazer Clarice Lispector no teatro foi o mistério do espelho, a identificação que sinto por ela. A vontade de trazer mais luz sobre esta mulher que revolucionou a literatura brasileira, redimensionou a linguagem falando do indizível com a delicadeza da música, usando a escrita como uma revelação, buscando o som do silêncio ou fotografar o perfume. “A arte é o vazio que a gente entendeu” diz Clarice.

Quero atingir o vazio de mim mesma para refletir a profundidade desta mulher que conhece o segredo das palavras e suas dimensões. O questionamento, é a busca constante do artista diante de sua escolha, como ela, eu gosto de intensidades.

Há dois anos mergulhei num processo de pesquisa para escrever este roteiro lendo tudo o que podia de sua obra e livros biográficos. Fiz dois workshops com Daisy Justus, psicanalista, especializada em Clarice Lispector, que analisa sua obra sob a ótica da psicanálise. Vi e ouvi tudo o que podia sobre ela, suas entrevistas, fotos, o depoimento no MIS, a entrevista póstuma na TV Cultura, enfim me tornei uma esponja de tudo o que se referia a ela.

Neste olhar apaixonado escolhi sua obra para recontá-la. Construí um corpo narrativo com trechos de entrevistas, depoimentos e correspondências que preparam os personagens que irão se apresentar ao público como desdobramentos dela mesma. Os temas abordados são reflexões sobre criação, vida e morte, Deus, cotidiano, palavra, silêncio, solidão, arte, loucura, amor, inspiração, aceitação e entendimento.

Clarice é muito pessoal em seus escritos e todos os seus personagens tem algo de si mesma. Acho que Joana de “Perto do coração selvagem” talvez seja a mais parecida com sua essência criativa e indomável. Ana do conto “Amor” é a dona de casa e mãe dedicada que Clarice certamente foi. Lori de “Uma Aprendizagem ou O livro dos prazeres” vive em cena as descobertas do amor e A Mulher do conto “Perdoando Deus” é uma bem humorada auto-critica.”

 

Temporada: de 10 de julho a 02 de agosto de 2009.

A pré-estréia, sessão do dia 9/07, será fechada para convidados.

1ª semana – de 10 a 12/07 – sexta a domingo.

Horários: sexta e sábado às 21h e domingo às 20h.

2ª, 3ª e 4ª semanas – de 16/07 a 02/08 – quinta a domingo.

Horários: de quinta a sábado às 21h e domingo às 20h.

LIVROS DE CLARICE LISPECTOR

TRABALHANDO COM LACAN na análise, na supervisão, nos seminários Lançamento em 28 de julho de 2009

trabalhandocomlacan
“Como Lacan negociava o valor das sessões?

Por que o uso do chiste se tornou uma de suas marcas?

Qual o impacto, entre os analisandos, das polêmicas sessões curtas, às vezes reduzidas a minutos?

Jacques Lacan provocava os mais diversos sentimentos naqueles que dele se aproximavam – menos a indiferença. Genial, imprevisível, extravagante, sacudiu o meio psicanalítico dos anos 50 e 60 de tal forma que ainda hoje é difícil depurar o homem em seu trabalho sob a aura do mito. O leitor vai encontrar aqui surpreendentes depoimentos de três gerações de renomados psicanalistas que viveram na prática as técnicas de Lacan em pelo menos uma das três instâncias em que ele atuou: como analista, supervisor ou professor nos famosos seminários. Um ângulo novo para entender melhor o percurso do criador de uma obra ímpar.

. Em meio a tantos livros que trazem a fala dos que ouviram ou leram Lacan, este traz a fala dos que tiveram o privilégio de serem ouvidos por Lacan.”

PERSPECTIVAS DO SEMINÁRIO 23 DE LACAN O Sinthoma Lançamento em 1º de agosto de 2009
perspectivassem23
“Jacques-Alain Miller esmiúça o texto de Lacan, para, em seguida, interpretá- lo aos seus leitores. Perspectivas do Seminário 23 de Lacan é resultado de um de seus concorridos cursos, ministrado no Departamento de Psicanálise da Universidade de Paris 8. O autor se debruça sobre esse seminário do mais famoso psicanalista francês, analisando importantes trechos da obra. O curso ocorreu no ano letivo de 2006/07 e totalizou doze encontros. Já o livro, promete virar um clássico na estante dos estudiosos e interessados em psicanálise.

“São diversas e preciosas as escansões ao longo desta elucidação… Boa leitura.” da apresentação de Angelina Harari”

bloomsday2009

Bloomsday é um feriado comemorado em 16 de Junho na Irlanda em homenagem ao livro Ulisses de James Joyce. É o único feriado em todo o mundo dedicado a um livro, excetuando-se a Bíblia. Hoje o bloomsday é uma efemerida inserida no calendário cultura de vários países que não é nem um pouco restrita ao círculo dos leitores das cerca de 900 páginas da obra Ulisses. É uma festa que pode acontecer em qualquer lugar onde se leia ou se discuta James Joyce e o Ulisses. E a escrita sintomática deste escritor irlandês  é analisada no importante Seminário 23 de Jacques Lacan: O Sinthoma.

ulissesjoyce      SEMINARIO23PQ

Os textos de Clarice Lispector sempre surpreenderam ao conseguir, de maneira intrigante e fascinante, dizer algo sobre a subjetividade.  A obra da escritora sempre causou interesse na psicanálise e é muito lida e discutida por psicanalistas.

O site submarino está fazendo uma promoção imperdível: Alguns livros da autora por R$ 9,90

A MAÇÃ NO ESCURO

MACANOESCURO

 

FELICIDADE CLANDESTINA

FELICIDADECLANDESTINA

 

ÁGUA VIVA

AGUAVIVA

 

UM SOPRO DE VIDA

SOPORDEVIDA

 

UMA APRENDIZAGEM OU O LIVRO DOS PRAZERES

umaaprendizagem

 

LAÇOS DE FAMÍLIA

LACOSDEFAMILIA

 

A HORA DA ESTRELA

HORADAESTRELA

 

A VIA CRUCIS DO CORPO

VIACRUCISDOCORPO